whatsapp
Nomes para empresa de tecnologia

Nome para empresa de tecnologia: dicas de como criar

Há vinte anos, era fácil criar um nome para empresa de tecnologia, bastava encontrar uma boa palavra e colocar “TEC” no final ou no começo do nome da marca.

Nomes inesquecíveis, nomes que grudam, como Itautec (registrada desde 1980), Technicolor (registrada em 1951), Techmatic  (registrada em 1949 pela Gillette Company) circulavam e reinavam sozinhos em comerciais de rádio e tevê.

Nos anos oitenta e noventa, eu criei vários nomes com TEC compondo a palavra. Bons tempos! Era fácil criar nomes para empresas, ninguém registrava nada no INPI (Instituto Nacional de Patentes Industriais). Não há nada de errado em continuar a criar nomes usando TEC, no entanto você precisará ser muito criativo para não ficar parecido com outras marcas do seu segmento.

Depois dos anos oitenta e noventa, chegou A era das startups de tecnologia. Milhares de marcas de empresas de tecnologia foram registradas no INPI e a batalha por nomes originais e desimpedidos no registro de marca começara.

Tem muito empresário quebrando a cara na hora de registrar a marca ou porque não entende do processo criativo ou por desconhecimento de como se registra uma marca.

Este artigo tem por objetivo ensinar um pouco de como criar um nome para empresa de tecnologia, conhecer alguns mitos e o que é realmente um nome ruim.

 

O desafio de criar nomes para empresa de tecnologia que sejam originais

O desafio hoje não é apenas encontrar um nome original, mas também um nome que possa ser registrado.

O INPI, o único órgão responsável no Brasil pelo registro de marcas, têm uma série de regras, leis que muitas vezes parecem ambíguas e dependem da interpretação do técnico que avalia o nome da sua empresa. Saiba mais sobre registro de marcas no meu artigo “Como Funciona o Registro de Marca“.

A maioria das palavras em português relacionada à tecnologia está registrada. Portando é muito difícil utilizar palavras em português. A saída para que o nome criado seja deferido é criar nomes usando técnicas conhecidas pelos namers, profissionais especializados em criação de nome.

Continue lendo para conhecer as técnicas de criação de nome que os profissionais de naming utilizam.

 

Dicas de como criar nome de empresa de tecnologia

  • Acrônimos: primeiras sílabas de duas palavras formam um terceira. Exemplo: CelSoft  (Celular + Software).
  • Aliteração: repetição de letras e sílabas na palavra ou em duas palavras. Dão ritmo, as palavras rima. Facilita a memorização. Exemplo: BlackBerry (repetição da letra “B”).
  • Prefixos em latim ou latim: esta é uma boa forma de criar novos nomes, mas é preciso tomar cuidado com os prefixos muito comuns. Existem muitos prefixos em latim e grego que são fáceis de lembrar, como pró, pré, inter. Exemplo: Proinova (pro).
  • Verbos no imperativo: aposto que você nunca leu um artigo na internet falando sobre como criar nomes usando um verbo, certo?. Usar em outro tempo verbal também funciona, mas o verbo imperativo é muito usado na publicidade porque nos induz a fazer algo rapidamente, como uma ordem. Exemplo: Inove (inove você).

 

Mitos sobre criação de nome para empresa de tecnologia

Infelizmente, tem muito amadorismo na internet sobre criação de nomes para empresas. Lista de dicas de como criar e nomes que devem ser evitados.

Três mitos sobre criação de nome de empresa de tecnologia:

Mito 1 – “você não deve criar nomes em língua estrangeira”

Se o seu público tem um grau de instrução elevado, curso superior, está familiarizado com a língua inglesa, por que não usar um nome em inglês? Uma outra razão para usar palavras em língua estrangeira é que muitas têm a mesma pronúncia e as mesmas sílabas em português, como por exemplo a língua italiana, espanhola ou mesmo o latim.

 

Mito 2 – “nomes curtos são os melhores”

Nomes curtos nem sempre são os melhores. O importante é que seja fácil de memorizar, seja pronunciável e crie uma empatia com seu consumidor. Um nome que eu nunca mais esqueci foi de uma doceira em São Paulo chamada “Amor aos pedaços”. A especialidade deles era vender fatias de bolo. Um nome difícil de esquecer.

 

Mito 3 – “o nome deve dizer o que a sua empresa faz”

Como eu falei no início deste artigo, é sempre uma tentação colocar TEC para compor  o nome de uma empresa de tecnologia, afinal, TEC está relacionado diretamente com o que a empresa faz. O nome da sua empresa não precisa dizer tudo o que ela faz.

A Apple, empresa de tecnologia mais famosa do mundo, tem um nome que não diz nada sobre o que ela faz. Ela não vende maçãs, não está relacionada ao segmento de alimentos e muito menos de nutrição.

Você deve estar pensando “mas a Apple é uma empresa com mais de 40 anos e gasta milhões por ano em publicidade, por isso todo mundo sabe o que ela faz”. OK, mas no começo, ninguém conhecia, no entanto seu nome “maça” sempre passou uma ideia de empresa para um público jovem. A maça nos transmite a ideia de desejo. Ninguém sabe exatamente como surgiu o nome Apple, mas isso não importa. Steve Jobs acertou, mesmo que sem querer.

 

Que tipos de nomes são ruins para empresas de tecnologia

  1. Nomes pejorativos
  2. Nomes que remetem ao passado – exceto aquelas empresas que resgatam tecnologia antiga como discos de vinil, games antigos, etc.
  3. Gírias – gírias ficam ultrapassadas rapidamente.
  4. Nomes ligados a somente um produto ou serviço – lembre-se que talvez você amplie futuramente seus serviços e produtos.
  5. Nomes ligados a sua localização – não é uma boa ideia, ao menos que você sempre fique localizado no mesmo local.  Mas pode ser um bom nome se tiver conotação positiva para seu segmento de negócio, como Vale do Silício ou algum país sinônimo de alta tecnologia.
  6. Nomes que não podem ser registrados ou já estão registrado – se você quiser realmente crescer e ganhar dinheiro com a sua marca, então você precisa pensar nisso ao escolher seu nome.

 

Aqui no site tem muito conteúdo sobre criação de nomes. Faça uma busca pelo site, aprenda e crie um nome para sua empresa de tecnologia.

WhatsApp-baker